01/08/2012

Criança de 2 anos está desaparecida

O Ministério Público continua sem informações concretas sobre o paradeiro de Nicolle Alves, a criança de dois anos que desapareceu com a mãe após uma viagem de férias. O pai, Paulo Alves, que já não vê a filha há quase 4 meses, teme que a menor "esteja em perigo". 



Pai tem um café em Lagos e está desesperado sem
 notícias da pequena Nicolle (foto pequena)




Tal como o CM já noticiou, o casal está separado e o Tribunal de Família e Menores de Portimão deu autorização para que a mulher viajasse com a filha de férias para a Ucrânia, o seu país de origem. Mas, o regresso, que devia ter acontecido no dia 4 de Maio, nunca chegou a acontecer. O pai vive o drama de não saber notícias da criança e desespera. "Ninguém sabe exactamente onde está a minha filha e estou com medo que lhe aconteça alguma coisa muito grave", lamentou ao CM Paulo Alves, que já accionou a Convenção sobre Rapto Internacional de Crianças.
O Ministério Público já acusou formalmente a mulher pelo crime de subtracção de menor, depois de ter violado a decisão judicial de regressar a Portugal. Mas, até ao final desta semana, ainda não a tinha conseguido localizar e notificar para o julgamento. Ao que o CM apurou, as últimas informações que chegaram às autoridades revelavam que a criança estaria na Ucrânia "em morada desconhecida".
As autoridades daquele país ainda não deram informações sobre o paradeiro da criança.
"A mãe não tem trabalho fixo. Está hoje na Ucrânia e amanhã pode estar em Espanha ou noutro país da Europa", alerta, apreensivo, Paulo Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário